Pessoa Com Deficiência e Sua Identidade Para Si na Sociedade Atual
  • Pessoa Com Deficiência e Sua Identidade Para Si na Sociedade Atual

pessoa com deficiência e sua identidade para si na sociedade atual

editora: jurua
autor: victor dinalli ornellas iglesias
SOB ENCOMENDA Cadastre-se e seja avisado quando o produto chegar.

Dados Técnicos

Autor:
Encadernação:Brochura
ISBN13:9788536274690
ISBN10:8536274697
Número de Páginas:142
Número Edição:1
Ano Edição:2017

Largura:15
Profundidade:1
Peso:0,176
Altura:21
De R$ 49,90 Por R$ 41,92 ou em até 1x sem juros de R$ 41,92 no cartão
Indique este produto
Informações
Selecione a visualização desejada: Lista
Sinopse pessoa com deficiência e sua identidade para si na sociedade atual
"Buscando investigar o que a pessoa com deficiência, especificamente deficiência física, tem a dizer sobre si, sobre sua relação com a deficiência e com o meio, a qual, geralmente, é perpassada pela questão do preconceito, a presente obra faz uso da noção de identidade para si e identidade para o outro, trabalhadas por Dubar (1997). Os conceitos de identidade, propostos por Ciampa (1989, 1994) e por Goffman (1988), também contribuíram nesta investigação. Acerca do preconceito, utilizamos as ideias propostas por Allport (1971) e Crochik (1995). Para investigar o problema de pesquisa, utilizamos entrevistas semiestruturadas, aplicadas a sete participantes com deficiência física, com idade e escolaridade heterogêneas, sendo quatro mulheres e três homens. Das mulheres, eram duas com deficiência congênita e duas com deficiência adquirida. Dos homens, dois com deficiência congênita e um, adquirida. Para análise das entrevistas, foram utilizadas entrevistas individuais, trabalhadas por Gaskell (2002). Com base nisso, nos atentamos aos ditos e não ditos, presentes nos discursos dos entrevistados, assim como suas repetições, tom de voz, afetos. Com relação aos resultados, vimos a ambivalência identitária da PcD. Neste sentido, vimos que autonomia, independência e o tratamento igualitário contribuem para que a pessoa construa uma identidade para si baseada na possibilidade, que não se fixe na deficiência, na limitação, na incapacidade. Com base nesta construção, produzimos o conceito de “identidade para-além”, pois nesta o indivíduo constrói uma identidade para-além de seu estigma – ainda que este seja considerado, e, geralmente, fonte de mal-estar para o sujeito. Da mesma maneira, no outro polo da identidade, articulamos a heteronomia, dependência, a infantilização e inferiorização, presentes no preconceito, com a construção de uma “identidade-deficiência”: conceito construído baseado em uma identidade para si sustentada na deficiência, no seu estigma, vendo-se “deficiente”, “incapaz”, “infe­rior”. Com relação a isto, verificamos que, para as PcDs, a deficiência adquirida causa maior mal-estar que a deficiência congênita. Entretanto, concluímos, também, que essas relações são subjetivas, portanto não podemos estipular esses resultados de uma forma mecanicista, unívoca, pois, ao se tratar da identidade, a ambivalência, como investigamos, entra em causa."

Pessoa Com Deficiência e Sua Identidade Para Si na Sociedade Atual

Pessoa Com Deficiência e Sua Identidade Para Si na Sociedade Atual
De R$ 49,90 Por R$ 41,92 ou em até 1x sem juros de R$ 41,92 no cartão