Lepra, Medicina e Políticas de Saúde no Brasil - 1894-1934
  • Lepra, Medicina e Políticas de Saúde no Brasil - 1894-1934

lepra, medicina e políticas de saúde no brasil - 1894-1934

editora: fiocruz
autor: dilma cabral
Disponível Previsão de Postagem em até 2 dia(s) útil(eis) + tempo de transporte (conforme frete escolhido), após a confirmação do pagamento.
Promoção de 20% Aproveite logo esta promoção!

Dados Técnicos

Autor:
ISBN13:9788575414149
ISBN10:8575414143
Número de Páginas:333
Número Edição:1
Ano Edição:2013

Largura:14
Profundidade:1
Peso:0,37
Altura:21
De R$ 48,00 Por R$ 38,40 ou em até 1x sem juros de R$ 38,40 no cartão
Adicionando ao carrinho.
Clique aqui caso você não seja redirecionado.
ou
Indique este produto
Informações
Selecione a visualização desejada: Lista
Sinopse lepra, medicina e políticas de saúde no brasil - 1894-1934
Aborda a trajetória da lepra no Brasil não como um acontecimento meramente médico-biológico, mas, sobretudo, como um aspecto da vida política e social. A autora não estudou a lepra medieval, assentada sobre princípios ético-religiosos e ligada à ideia de pecado e punição; tampouco se debruçou sobre a hanseníase, nome contemporâneo com o qual a lepra foi rebatizada para distinguir-se da outra e livrar-se do seu estigma. A pesquisa se concentra no período entre o fim do século XIX e as primeiras décadas do XX, quando houve um crescimento das pesquisas sobre a lepra e a interação entre a conjuntura internacional e a realidade sanitária brasileira produziu uma trajetória singular para a doença no país. A autora divide essa trajetória em três momentos. No primeiro, na década de 19, a doença ainda não era considerada prioridade no âmbito federal e seu controle ficava a cargo dos estados, notadamente com o auxílio de instituições filantrópicas. Depois, nos anos 1920, a lepra se tornou um problema sanitário nacional e, para centralizar o combate à doença, estabeleceu-se a Inspetoria de Profilaxia da Lepra e das Doenças Venéreas, não sem crises e tensões. As ações da inspetoria não se resumiam à segregação dos leprosos em sanatórios e alguns as consideravam demasiadamente liberais. Assim, no terceiro momento, que corresponde à década de 1930, foi extinta a inspetoria e desarticulada sua política de enfrentamento da lepra: reforçou-se o isolamento compulsório e inúmeros leprosários foram construídos.

Lepra, Medicina e Políticas de Saúde no Brasil - 1894-1934

Lepra, Medicina e Políticas de Saúde no Brasil - 1894-1934
De R$ 48,00 Por R$ 38,40 ou em até 1x sem juros de R$ 38,40 no cartão
Adicionando ao carrinho.
Clique aqui caso você não seja redirecionado.
ou